5 de dezembro de 2009

Tigre-dentes-de-sabre

Smilodon populator, a maior espécie de tigre-dentes-de-sabre, viveu na América do Sul, inclusive no Brasil
© Mauricio Antón

O esmilodonte (do grego "dentes de sabre") é um felídeo extinto mais conhecido como tigre-dentes-de-sabre. Viveu nas Américas durante a época Pleistocena, entre 2,5 milhões e 10 mil anos atrás. Apesar do nome popular, não possui parentesco com o tigre atual, ou nenhum outro felino existente.
Seu porte é similar ao do tigre ou do leão, porém mais forte e robusto. Possuía membros longos, cauda curta e cérebro comparativamente menor que de outros felinos, mas o que o torna famoso são seus longos caninos de até 28 cm. Embora musculoso e poderoso, o esmilodonte tinha uma mordida relativamente fraca. Os caninos eram frágeis e não suportavam muita pressão: somente quando a presa já estava totalmente subjugada, eles eram usados para cortar sua garganta. Talvez a presença de músculos da mandíbula mais fracos tenha sido uma adaptação para reduzir o risco de fraturas nos enormes dentes, além de permitir que a mandíbula se abrisse em um ângulo duas vezes maior que em um leão moderno. Com a boca aberta a 120º, os caninos ficavam totalmente livres para agir.
Provavelmente, era um predador do ápice da cadeia alimentar, que vivia em grupo e se escondia na vegetação densa para saltar subitamente sobre a presa. Atacava grandes mamíferos, como bisões, camelos, preguiças, cavalos e mamutes.
A extinção do tigre-dentes-de-sabre pode ter ocorrido por causa do desaparecimento dos grandes mamíferos herbívoros no final do Pleistoceno, substituídos por animais menores e mais ágeis. Outras explicações incluem as mudanças climáticas e a competição por alimento com os seres humanos. O esmilodonte foi nomeado e descrito em 1842, por Peter Wilhelm Lund, que encontrou fósseis da espécie Smilodon populator em cavernas próximo à cidade de Lagoa Santa, Minas Gerais, Brasil.

A 120º (imagem da direita), a mandíbula estava aberta o bastante para que os caninos pudessem penetrar a garganta da vítima. Em um leão dos dias de hoje, a abertura da boca é de 60º (o equivalente à imagem do meio).
© Prehistoric Wildlife


Espécies


A primeira espécie de esmilodonte (Smilodon gracilis) surgiu na América do Norte há 2,5 milhões de anos, mas migrou para a América do Sul ainda no início do Pleistoceno. Extinguiu-se mais cedo, há 500 mil anos, e foi a menor espécie, pesando no máximo 100 kg.
Na América do Norte, o Smilodon fatalis substituiu o S. gracilis há 1,6 milhão de anos. De tamanho intermediário, pesava até 280 kg e media 1 m de altura nos ombros. S. fatalis também invadiu o oeste sul-americano.
Há 1 milhão de anos, o Smilodon populator surgiu na região leste da América do Sul. Com 400 kg e 1,20 m de altura nos ombros, foi a maior de todas as espécies. Juntamente com o S. fatalis, extinguiu-se 10 mil anos atrás.


Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Felidae
Subfamília: † Machairodontinae
Gênero: † Smilodon
Espécies: † Smilodon populator† S. fatalis e † S. gracilis

© Mundo Pré-Histórico
Um grupo de Smilodon fatalis ataca mamutes-columbianos. Uma das evidências do comportamento coletivo são os fósseis com marcas de ferimentos graves cicatrizados: estes indivíduos não teriam sobrevivido durante a recuperação se não tivessem sido alimentados por seus companheiros.
© Mauricio Antón
Smilodon fatalis

Fontes: Wikipedia (versão em inglês) e Prehistoric Wildlife.

29 comentários:

  1. O tigre dentes de sabre e muito bunito

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. O smilodon populato é o nosso representante







      O populato e o maior



      Excluir
    2. O tilascomilus atrox e um tigre dentes de sabre ?

      Excluir
    3. Sim. "Tigre-dentes-de-sabre" é apenas uma denominação popular, não usada oficialmente pelos cientistas. Na verdade, esse nome refere-se a uma grande variedade de gêneros e espécies de mamíferos que possuem caninos alongados, entre eles animais de grupos tão distintos que nem ao menos possuem parentesco próximo entre si ou com o tigre atual.

      Excluir
  3. Seu blog é dahora! Muito bom! Continue com esse belo trabalho, por gentileza.

    ResponderExcluir
  4. encontrei numa limpeza em meu terreno uma presa com uns 20cm muito parecida com a de um dente de sabre, como posso saber que se trata da mesma?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É possível que seja simplesmente um osso qualquer de algum animal. Fósseis tem aspecto de rocha e são muito mais pesados que o material original. Neste caso, seria melhor pedir ajuda a algum profissional da área de Geologia ou Paleontologia.
      Espero ter ajudado! Abraços.

      Excluir
  5. Ouvi dizer tbm q o smilodon morreu por causa da sua presa q crescia demais e ele não conseguia abocanhar sua presa

    ResponderExcluir
  6. Respostas
    1. É uma pena! Mas me diga do que você precisa, talvez posso ajudar.

      Excluir
  7. eu achei super interessante porque fala tudo sobre os dinossauros .e isso da para faser uma boa pesquisa

    ResponderExcluir
  8. Interessante,embora o povo nao saiba comentar direito,nem dão valor à um trabalho desses,"Boa" isso lá eh comentario que se faça?,não né,pelo amor de Deus,o certo eh "Uau,espetacular,show de bola, amei" enfim,sou um homem justo,ao contrário de vcs, idiotas sem noção!!! Agora vou voltar a beber a minha cerveja que é mais digna do que vocês!!!

    ResponderExcluir
  9. quais são as razões por ele estar em extinção ou ameaçado de extinção

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O esmilodonte extinguiu-se há cerca de 10 mil anos, provavelmente devido a mudanças climáticas e ecológicas que resultaram no desaparecimento das espécies que ele predava.

      Excluir
  10. Muito bom seu site. Adoro animais pré - históricos e sou fã do Smilodon.

    ResponderExcluir
  11. Amo muito muito muito muito animais pré históricos e dinossauros mas seu site e mega bom amei todas as matérias do site!

    ResponderExcluir
  12. Obrigada ,me ajudou muito no trabalho do meu filho que adora dentes de sabre. Valeu!

    ResponderExcluir
  13. obrigada me ajudou muito

    ResponderExcluir

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.